Patrocínio

 

Quinta feira passada o Ulisses, diretor de cronometragem do RallyPR, me fez um convite inusitado: descer a Serra da Graciosa de bicicleta. 

Além de não andar de bike há uns bons anos, nem tenho mais este tipo de veículo. “Não seja por isso”, respondeu ele sempre animado, “eu tenho uma para te emprestar”.

Saímos do trabalho, nos encontramos na casa dele e, lá por 19:30h, eu, ele e o Ramir (também da Chronosat) partimos para serra.

No alto da montanha, saída da Trilha do Alemão, a noite chegava junto com uma leve garoa e um pouco de neblina. A noite as coisas mudam... 

Algumas instruções básicas dos dois mais experientes e pedal abaixo!

O início da serra é bem sinuoso, mas de asfalto. Até aí tudo tranquilo. Mas junto com o primeiro trecho de paralelepípedo veio o primeiro susto. A aderência muda bastante, mas o pior é a trepidação!

Do segundo km em diante é paralelepípedo, então tocamos direto 7km até a primeira parada. Naquele momento minhas mãos já estavam formigando. Parecia que tinha feito uns 500km de Toyota Bandeirante. Um pouco de falta de experiência, pois dá para segurar melhor o guidão, e muita fata de preparo! 

Troquei de posto com o Ramir. Ele assumiu a bike e eu o carro de apoio para concluir a descida até o trevo de São João. 

Valeu Ulisses e Ramir pela experiência! Gostei da “brincadeira” e, em breve, vamos repetir.

 

Compartilhar

Busca

Back to Top