Patrocínio


A chuva dos últimos dias “temperou” ainda mais as especiais (trechos cronometrados) da etapa de abertura da Copa Peugeot de Rally de Velocidade, realizada neste fim de semana (19 e 20/03), em Brasília (DF).

E a receita que saiu vencedora na categoria 207 Super foi a da dupla Fábio Dall’Agnol (RS) e Gabriel Morales (DF). “Não é que eu tenha facilidade em andar no piso molhado, mas sim que não sinto tanta dificuldade como outros competidores”, afirmou o piloto gaúcho, que destacou seus bons tempos justamente nas quatro passagens pela especial Pinheiral, que se apresentou muito lisa.

Com um circuito que mesclou retas de alta, curvas travadas e subidas e descidas em estradas estreitas, num total de oito especiais que totalizaram 116 quilômetros, os competidores tiveram de mudar suas estratégias. Isso porque as condições climáticas da região mudavam a todo o momento.

“Começamos a disputa no sábado com piso escorregadio. Duas horas depois a mesma especial estava seca. O desafio era saber o quanto acelerar com segurança”, disse o paulista Júnior Siqueira, que ficou em 3º lugar 207 Máster com o navegador Wallace von Schimidt (SP).

A categoria foi vencida pelos paranaenses Clécio Maestrelli e Sandro Maestrelli (PR), que mantiveram a boa fase do ano passado. “Foi muito bom vencer a 206 em 2010 e iniciar essa temporada na frente em uma categoria acima”, comemorou o piloto. “Andamos muito forte no primeiro dia e conseguimos administrar bem o tempo no domingo. A variação do terreno e as especiais muito técnicas exigiram bastante dos competidores”.

Já a 206 coroou Mirtilo Trombini e Laércio Reginato, do Paraná. Talvez ninguém buscasse tanto a vitória como o piloto paranaense. “Eu não vencia desde 2007. Esse sentimento é muito bom. Contamos com um carro bem preparado e o entrosamento da dupla”. Com o fim dessa categoria anunciada para a próxima temporada, o competidor espera fechar o ano com chave de ouro. “Há sete anos corro de 206. Seria ótimo completar o ciclo desse veículo na Copa Peugeot como o último campeão”.

A etapa de Brasília teve recorde de carros no grid, que contou com 36 duplas, um aumento de mais de 50% no número de participantes comparado à média apresentada em 2010. “A Copa Peugeot de Rally se consolida como uma categoria diferenciada pelo seu alto nível técnico e um pacote imbatível de benefícios”, afirmou Marcus Brier, diretor da Peugeot Sport Brasil.

A segunda etapa está marcada para os dias 16 e 17 de abril, em Blumenau (SC).

Resultado: 1ª etapa Brasília (DF)

207 Super
1 – Fábio Dall’Agnol (RS) e Gabriel Morales (DF) – 1:27:12.30
2 – Pedro Zamith (Portugal) e Gilson Rocha (PR) - 1:28:33.50
3 – Marcos Tokarski (PR) e Andrey Karpinski (RS) – 1:29:06.20
4 – Fabiano Altomar (MG) e KZ Morales (DF) – 1:29:08.90
5 – Rafael Túlio (PR) e Julimar Ferro (PR) – 1:31:58.20

207 Master
1 – Clécio Maestrelli e Sandro Maestrelli (PR) – 1:28:12.90
2 – Luccas Arnone (PR) e Felipe Costa (SP) – 1:28:55.40
3 – Júnior Siqueira (SP) e Wallace von Schimidt (SP) – 1:29:45.40
4 – Roberto Theodoro (RS) e Eduardo Soneca (RS) – 1:29:56.20
5 – Emerson Destro (SP) e Sérgio Avallone (SP) – 1:30:03.80

206
1 – Mirtilo Trombini (PR) e Laércio Reginato (PR) – 1:31:29.00
2 – Raphael Teixeira (DF) e Guga Teixieira (DF) – 1:32:00.40
3 – Toninho Genoin (SC) e Cássio Quadros (SC) 1:33:04.70

Compartilhar

Do Blog

Até parece vide game

Na última etapa do Campeonato Brasileiro de Rally, em Rio Negrinho / SC, experimentamos uma nova posição de camera. Ficou parecendo video-game. 

by acls us

Busca

Agenda

Sem eventos
Back to Top